Inicio   

América Europa Oriente Medio Extremo Oriente Especial Espanha

Artchitectours Travel Serviços Destinos Propostas de viagens Contato

_08_dsc_2459.jpg

dsc_2685.jpg

ALVAR AALTO e eSCANDINÁVIA

Finlândia, Suécia, Noruega, Dinamarca

Uma visita arquitetônica a Finlândia significa fazer um passeio pelas obras de Alvar Aalto, um dos mestres da arquitetura do séc. XX. A sua extensíssima obra se encontra aqui principalmente e aproveitaremos a oportunidade para ver outras arquiteturas: em Turku, a cidade mais antiga da Finlândia, encontramos sua catedral gótica e em Helsinki, desde o centro com os seus edifícios neoclássicos, até o Museu de Arte Contemporâneo Kiasma de Steven Holl, de 1998.

Copenhagen, passou os últimos 500 anos numa constante renovação arquitetônica. Hoje é uma colcha de retalhos eclética, uma mistura de edifícios que impressiona pelos seus mais variados estilos não convencionais. Por cima de tudo, Copenhagen é hoje um mapa onde os arquitetos mais renomados deixaram e deixam sua marca. A capital do design, desde a década de 60 em grande parte graças ao grande Arne Jacobsen.

Cruzando a ponte que liga a Dinamarca à Suécia chegamos a Malmö, terceira maior cidade do país, onde você pode visitar o novo bairro Västra Hamnen (West Port), a reabilitação da antiga paisagem industrial com a Calatrava Turning Torso Tower. Continuamos até Helsingborg com vários exemplos interessantes da arquitetura sueca.

Por centenas de anos a Noruega estava sob o domínio dinamarquês que limitava a expansão de uma classe de alto poder econômico. Ainda assim, as peculiaridades arquitetônicas norueguesas refletem a evolução histórica deste país escassamente povoado localizado no extremo norte da Europa.

No século XX, a arquitetura da Noruega se caracterizou por um lado, pela sua relação com a política social e por outro com a inovação. Uma das maiores expressões deste trabalho é o novo edifício da Opera e do Balé Nacional de Noruega, projetado pelo estúdio de arquitetos Snohetta, ganhador do premio Mies van der Rohe.

Alvar Aalto

VIAGEM AO SUL DA EUROPA

Portugal, Espanha, França, Suíça, Itália

Uma viagem arquitetônica pelo sul da Europa com um grande itinerário que permite visitar arquitetura de todos os tempos, assim como urbanismo e conhecer a cultura de 5 países.

A viagem começa em Lisboa e permite uma ampla visão da bacia da Costa do Mediterrâneo e das montanhas a medida que vamos avançando com destino a Roma.

Países e Cidades visitadas:

Portugal: Lisboa, Porto e Matosinhos

Espanha: Madrid, Valencia e Barcelona

França e Suíça: Nimes, Marselha, Lyon, La Tourette, Genebra e Lausanne

Itália: Milão, Veneza, Florença e Roma

Sul da Europa

FRANÇA E PAÍSES BAIXOS

França, Bélgica, Holanda

Conhecemos Paris pelos seus símbolos, como a Torre Eiffel, mas também é muito interessante conhecer a cidade através das obras dos grandes arquitetos como Le Corbusier. Esta viagem permite visitar obras de vários arquitetos contemporâneos como o Instituto do Mundo Árabe de Jean Nouvel, a Biblioteca Nacional de Dominique Perrault ou o Centro Pompidou de Renzo Piano e Richard Rogers

Bruxelas, com Victor Horta, Paul Hankar, Henry Van de Velde ... nesta cidade, encontraremos muitos exemplos de Art Nouveau, o estilo de artes decorativas e arquitetura que deixa a modelos históricos para abrir caminho para formas livres e criativas. Desenvolvido no final do século XIX na Europa, o Art Nouveau em Flandres é particularmente notável na arquitetura.

Amsterdam talvez seja a cidade europeia de maior importância histórica para o desenho urbano. Aqui encontraremos obras de arquitetura contemporânea por toda a cidade, mas especialmente as zonas de Borneo Sporenburg e Java estão cheias de edifícios interessantes de diferentes arquitetos.

Rotterdam é conhecida mundialmente pela sua arquitetura inovadora. O novo e o antigo se encontram e convivem em harmonia.

Alguns dos escritórios de arquitetura mais importantes estão tem a sua sede nesta cidade holandesa. Desde aqui trabalham para todas as partes do mundo. Rem Koolhas, fundador de OMA e MVRDV ou Mecanoo, estão presentes aqui.

Outra visita imprescindível é a cidade de Utrecht com a Casa Rietveld-Schröder. Este edifício, incluído na lista do Patrimônio Mundial da UNESCO, está considerado o prédio residencial mais influente do principio da época moderna.

França e Paises Baixos

CORAÇÃO DA EUROPA

Praga, Berlin, Viena

Como poucas cidades da Europa, Praga foi poupada de grandes destruições durante a 2ª guerra mundial e tampouco sofreu grandes planos urbanísticos modernos. Isto faz que uma visita a esta cidade seja uma verdadeiro passeio pela história da arquitetura. Aqui podemos encontrar exemplos únicos desde a Idade Media até os dias de hoje.

Os planos urbanísticos góticos do Imperador Carlos IV e construções levantadas pelo seu arquiteto Peter Parler, a época barroca com o estilo dinâmico da família Dietzenhofer ou Barroco Gótico de Jan Santini convivem com exemplos únicos da nossa época. O Art Noveau e a Secessão de Viena. O Cubismo (Janak Chochol) é um movimento totalmente diferente aqui, sem comparação com outros países. O Funcionalismo apresenta as obras mais apreciadas de Adof Loos, Mies Van der Rohe, etc e já nos nossos dias o período contemporâneo pós comunismo podemos ver a Casa Dançante de Frank O. Gehry.

Berlin é uma referencia arquitetônica imprescindível l tanto na Europa como no mundo inteiro. É uma cidade acolhedora, curiosa e totalmente humana. Uma cidade para explorar e se perder nos seus encantos infinitos. Aqui, as grandes transformações históricas das ultimas décadas se percebem claramente no rosto da cidade e a faz uma metrópole diferente dentro da Europa. As suas enormes fraturas e cicatrizes e os seus espaços urbanos e culturais permitem que se experimente e que uma nova geração de “ criativos” estejam constantemente fazendo a sua reinvenção.

Em Berlim cada momento histórico (desde a época do Império, as vanguardas, o fascismo, a guerra, a pós- guerra, a divisão e a reunificação) sempre quiseram converte-la em diferente da anterior. Estas constantes roturas criaram uma cidade – laboratório arquitetônico , com a presença de todas as tendências do ultimo século.

Viena sempre foi uma referencia na arquitetura mundial, onde os seus edifícios refletem o esplendor de cada época. A arquitetura de Viena reflete na sua maioria o esplendor do seu passado imperial, no qual os Habsburgo propiciaram o florescimento do Barroco. Mais tarde para protestar contra o cortezão Barroco que dominava em todos as tendências, surgiram movimentos como o Fincionalismo e o Jugedstil. Atualmente podemos ver uma variedade de edifícios projetados pelos grandes nomes da arquitetura mundial, como Jacques Herzog y Pierre de Meuron , Zaha Hadid, Jean Nouvel, Coop Himmelblau, Manfred Wehdorn y Wilhelm Holzbauer.

Estes edifícios novos convivem com a simplicidade de Adolf Loos, la secessão e a vanguarda de Otto Wagner, Joseph Maria Olbrich, Karl Schmalhofer, Kolo Moser, Theodore Jäger e outros.

Coraçao da Europa

Entre em contato


© 2016 Artchitectours | Phone: 55 (11) 3958 8474 | info@viagensarquitetura.com | Nota Legal e Privacide
Visitas guiadas de arquitetura | Viagens arquitetônicas programadas | Viagens pela Europa | Viagens pela América | Viagens pela Ásia e Oceania | Viagens pela África e Oriente Médio | Escapadas de fim de semana | Guias de arquitetura | Clientes | Viagens para particulares | Viagens temáticas | Workshops de arquitetura | Viagens e atividades a medida | Viagens de estudo | Viagens para grupos de estudantes | Viagens profissionais | Artchitectours